Insuspeito

Ambiente e Urbanismo. E-mail: nunomarques2009@gmail.com. Também no FACEBOOK, em www.facebook.com\nunomarques2009.

17 junho 2007

Uma pousada histórica

A Messe de oficiais da praça do Infante ou já fechou as portas ou está pra fechar. É um fim que algum dia, forçosamente, teria de chegar.
E qual o futuro de um imóvel histórico como aquele, naquela que é uma das zonas mais nobres da nossa cidade?
O mesmo da outra messe, na outra ponta da Avenida dos Descobrimentos, cujo anúncio de venda a quem dê mais vimos há dias publicado num jornal?
Oxalá que não.
Oxalá que este edifício marcante de Lagos não resulte em mais um qualquer condomínio habitacional parecido como tantos outros, anunciado como tantos outros por esse país fora.
Mas para que isso não aconteça, há que conseguir dar ao imóvel uma utilização compatível consigo e com a história da cidade.
Uma pousada.
Uma pousada histórica como outras que se conseguiram fazer em Portugal, em tantos outros lugares distintos como este que temos nesta bela cidade "baía do mundo". É uma ideia.
Uma ideia que me agrada por fazer todo o sentido.

5 Comentários:

Às 11:28 da tarde , Anonymous jb disse...

Iap...

 
Às 11:28 da tarde , Anonymous jb disse...

...quer dizer , sim !

 
Às 11:43 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Pousada??? Está a chegar a altura de se devolver à cidade o que é nosso, os dormitórios fica por conta do Belmiro de Azevedo e do John Griffiths, e que tal um MUSEO DO MAR. E a seguir que venha o parque de campismo, a malta está a precizar de espaço, o espaço que tinhamos no Porto de Mós foi-se para os ingleses, já nos resta muito pouco, pelo menos que nos deixem uma reserva como os americanos fizeram com os indios.

 
Às 3:02 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Ok!uma pousada?!
vai gerar emprego para :
1 director 1250
3 empregados de escritorio 750 euro
4 recepcionistas 750
2 chefes de cozinha 1000
3 ajudantes de cozinheiro 750
3 ou 4 empregados de limpeza 500

São estes os postos de trabalho directos com as respectivas remunerações.
O que se passaría com um polo da escola de hotelaria do Porto?por ex?
com a respectiva exploração hoteleira do imóvel?

 
Às 10:01 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Uma escola hoteleira de alto nível. Ponto final paragrafo. Mais uma unidade hoteleira não serve de nada quando não há profissionais à altura. Você vai a um restaurante e jogam-lhe a comida para a frente e depois de pagar a conta levam tempos infinitos a lhe trazer o troco numa descarada a titude de forçar a grojeta. Isto tem lugar num dos restaurante da rua direita. O Dono ainda se ri quando o cliente reclama e vira-se para o cliente e diz: "Que quer que eu lhe faça? Que meta aqui ucranianos? Isso nunca!!!" E Lá vai facturando à conta dos ordinários que lá tem empregados.

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial