Insuspeito

Ambiente e Urbanismo. E-mail: nunomarques2009@gmail.com. Também no FACEBOOK, em www.facebook.com\nunomarques2009.

01 outubro 2006

Que nada mude

"Miguel Relvas, José Luis Arnaut e José Correia - três ex-membros da equipa governamental de Durão Barroso - colocam reservas à criação de círculos uninominais", noticiava o Expresso na sua edição de 30 de Setembro.
No essencial, "favorecer o aparecimento de fenómenos populistas", "reforçar a bipolarização", "dúvidas sobre a maturidade da nossa democracia", são os 'sérios' e 'preocupantes' motivos que os levam a contestar a introdução dos círculos uninominais.
(Preocupados com a 'bipolarização' política!?)
José Matos Correia (quem é, quem foi?), segundo o Expresso, até chega ao cúmulo de afirmar que "o actual sistema tem funcionado bem".
Óbvio é, como todos sabemos, que com a inevitável alteração da lei que Sócrates tem a obrigação moral de fazer, e o PSD a obrigação moral de apoiar, as garantias que estes deputados - e tantos outros - têm de vir a ser eleitos será cada vez menor.
Por isso, tudo farão para que nada mude.
São estes-deste-tipo, deste e de todos os outros quadrantes políticos, que tudo fazem para que nada mude. No parlamento e no país.
É a eles e aos que se sentam consigo à mesa do Hotel Ritz que o actual sistema interessa.
Que nada mude.
Porque só assim continuarão a ser, e a convencer-se que são, alguém.

3 Comentários:

Às 8:55 da tarde , Anonymous AG disse...

Ahahahahah, deixa-me rir. Eu não lhe dizia que eles são todos iguais. Jogam à pancada em público mas à noite trocam as mulheres e dão palmadinhas nas costas. Não caia daí abaixo, homem, não se deixe enganar por politiquices baratas.
AG

 
Às 11:58 da tarde , Blogger francisco disse...

Mesmo dando o benefício da dúvida aos 3 distintos políticos, no que concerne aos motivos apontados, só o facto do sistema de círculos uninominais aproximar efectivamente o eleitor do eleito, só por si, é factor que obnubila os hipotéticos defeitos apontados pelos 3 senhores. Como é possível que ainda existam políticos (para cúmulo no nosso partido) que não percebem que a situação é tão má que qualquer experiência de mudança é sempre melhor do que manter o status quo?!

De facto, só a defesa de interesses pessoais (ou coorporativistas), pode justificar tais opções de imobilismo.

;)

 
Às 3:15 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Espero que o empenhamento que S.Excªsr.Presidente da Républica,tem demonstrado no combate à corrupção,venha a separar o trigo do joio na politica.
Espero ainda poder assistir a um país Justo,em vez de um país de Direito.

ze

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial