Insuspeito

Ambiente e Urbanismo. E-mail: nunomarques2009@gmail.com. Também no FACEBOOK, em www.facebook.com\nunomarques2009.

30 maio 2011

Perdidos e Achados do Insuspeito

PSD/Lagos quer Miradouro da Luz livre de betão

Corria o ano de 2008 e começava a adivinhar-se aquilo que hoje, quase três anos depois, aparece-nos quase como um facto consumado, com direito a petição pública. O PSD/Lagos foi o primeiro a levantar a sua indignação contra a ocupação, absolutamente inusitada, daquele local singular. Para recordar a nossa posição da altura seguir este link. Recorde também, aqui, a proposta n.º 39 (reproduzida abaixo) constante do programa eleitoral que a minha candidatura à Câmara Municipal preconizou em 2009.

Oposição à edificação no Miradouro da Luz, Lagos - petição pública: http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N10084

NUNO MARQUES 2009 I PROGRAMA ELEITORAL I MEDIDA N.º 39 - CRIAR UM PARQUE VERDE URBANO E/OU TEMÁTICO NA VILA DA LUZ - Preconizamos que o terreno situado na vila da Luz,vulgarmente conhecido por “Miradouro da Luz”, dê lugar a um parque verde e de recreio. Inclusivamente, apresentámos naCâmara Municipal uma proposta para que o Município preveja tal utilização no Plano de Urbanização da localidade cuja elaboração permanece em curso há vários anos. A nossa intenção é que um dos raros terrenos desocupados daquela povoação, o qual desfruta de excelentes condições de localização, dimensão e vistas sobre o mar, seja adquirido pelo Município. Atendendo à extensão do perímetro urbano da vila da Luz, bem como, à elevada densidade de ocupação e impermeabilização do solo que actualmente se verifica, consideramos que escasseiam os espaços verdes e de recreio para a população residente e turística, e que é desnecessário destinar qualquer parte daquele terreno para edificação. Depois de um ciclo de forte crescimento urbano que marcou as duas últimas décadas, há que promover iniciativas e equipamentos para atenuar a “monocultura” do Turismo residencial da Luz. O terreno, de cerca de 5 hectares de área, está situado na linha de costa e livre de quaisquer “direitos adquiridos”. Há mais de três décadas atrás, chegou a ter uma urbanizaçãoaprovada para o local, a qual nunca se consumou.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial