Insuspeito

Ambiente e Urbanismo. E-mail: nunomarques2009@gmail.com. Também no FACEBOOK, em www.facebook.com\nunomarques2009.

04 janeiro 2007

Espantoso

Mais de cinco milhões de euros, mais de um milhão de contos, foi quanto cresceu a despesa corrente da Câmara Municipal de Lagos em 2006. Mais 20% do que em 2005.
Espantoso.
Espantoso, se atendermos a que a receita cresce a pouco mais de metade do ritmo da despesa.
Espantoso, quando verificamos que mais de 30 milhões de euros é quanto custa aos contribuintes lacobrigenses o funcionamento da nossa autarquia ao ano.
Assustador, se pensarmos que um mandato de quatro ano custa mais de 120 milhões de euros e que são, cada vez mais, os impostos locais a suportar tudo isto (IMT e IMI, especialmente).
Espantoso, se considerarmos que hoje, cinco anos depois do último mandato do PSD na Câmara, pagamos mais do dobro para fazer andar a máquina autárquica - dos 15 milhões de euros/ano passamos já acima da fasquia dos 30 milhões/ano.
E que retorno, que eficiência?
Que resultados substanciais na melhoria da nossa qualidade de vida?
Que resultados desta política e deste caminho?
Dizem os Jotas: "Muita Farra e Pouca Uva". Não?
Nota: na foto, uma panorâmica da expressiva assistência registada numa das sessões do Cineport II.

3 Comentários:

Às 9:41 da tarde , Anonymous Garcia disse...

Enganáste-te na foto isso é uma foto da assistência dos vossos "Fórum Novas Vontades" mas num espaço mais amplo....

olha ali o bernardo supermercado(de blusa vermelha a virar a cara), de pé ao fundo e à procura do pai o fonseca tenista, o resto são os amigos que vêm do resto do algarve por caridade ahah toma lá que é fresquinho oh nuninho

 
Às 10:42 da manhã , Blogger nm disse...

Não me enganei, não. É mesmo o Cineport II. Acredite, ou não. Cumprimentos, NM.

 
Às 7:48 da tarde , Blogger Humor Negro disse...

Seria interessante ver em que proporção aumentou o número de quadros a trabalhar na autarquia.
Trabalhar para e na autarquia parece ser o único futuro profissional possível (e estável) numa cidade que está sujeita à sazonalidade turística e onde não abundam empregos «fora de época».

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial