Insuspeito

Ambiente e Urbanismo. E-mail: nunomarques2009@gmail.com. Também no FACEBOOK, em www.facebook.com\nunomarques2009.

13 novembro 2011

ENTREVISTA AO JORNAL 'CORREIO DE LAGOS' (NOV/2011)

CORREIO DE LAGOS: É do conhecimento público que a actual Comissão Política de Lagos do PSD se demitiu e foi convocada uma Assembleia da Secção para 26 de Novembro, com um único ponto na Ordem de Trabalhos: “Eleição da Comissão Política da Secção de Lagos”. Constando insistentemente que o senhor vereador, no seguimento de outras atitudes e funções que tem assumido e exerce em representação do PSD/Lagos, se vai candidatar, à frente de uma lista, pergunta-se: Vai V.ª Ex.ª de facto candidatar-se? Em caso afirmativo, por que razão ou razões, e com que objectivo?
NUNO MARQUES: Desconheço que em algum momento tenha sido colocada essa hipótese pela simples razão que, de facto, nunca esteve nem está nos meus planos candidatar-me à liderança da Comissão Política do PSD/Lagos. Algum rumor em contrário não passará de mera e infundada especulação.
Sou activo vereador da Câmara Municipal de Lagos há dez anos consecutivos e, ao nível partidário, sou membro da Comissão Política Distrital do PSD há sete anos. Além disso, como é do conhecimento público, partilho a minha vida pessoal e profissional entre Lagos, donde sou natural e onde tenho as minhas raízes, e Vila Real de Santo António, onde sou dirigente dos serviços municipais de urbanismo. Isto para dizer que sobra-me muito pouco tempo para somar outros projectos pessoais e políticos àqueles em que já estou envolvido.
Penso também que há que dar oportunidade a outras pessoas para trabalharem ao nível da direcção partidária local e crescerem politicamente, factor fundamental para que o partido se regenere e dê uma imagem de vitalidade de si próprio.
Nesta fase especialmente crítica para a vida dos lacobrigenses, além do facto das empresas não prosperarem nem gerarem emprego, e do Município estar atolado em despesas insustentáveis e dívidas que não consegue pagar, inquieta-me sobremaneira o triste espectáculo da decadência do projecto socialista e da insolvência municipal. Acresce que Lagos vive uma crise institucional profunda. O Executivo está desavindo, desnorteado, moribundo, e enquanto uns abandonam o barco, outros desesperam pelo fim do mandato, tal é a incapacidade em lidar com o pesadelo da sua própria gestão e dos erros acumulados ao longo de uma década inteira.
Perante as circunstâncias, tenho a certeza que serei mais importante para o PSD e para Lagos se continuar dedicado às minhas funções de vereador na Câmara Municipal, na primeira linha do combate político, a dar voz, como sempre fiz, às preocupações dos cidadãos, a fiscalizar o Executivo e a propor as alternativas que entendo necessárias. Isso, claro está, sem qualquer prejuízo de continuar disponível para participar na vida do PSD/Lagos sempre que para tal for chamado e independentemente de quem seja o presidente que venha a ser eleito no próximo acto eleitoral interno.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial