Insuspeito

Ambiente e Urbanismo. E-mail: nunomarques2009@gmail.com. Também no FACEBOOK, em www.facebook.com\nunomarques2009.

31 outubro 2011

Lagos: empresa municipal "esconde" dívida da Câmara de 45 milhões

Revisores oficiais de contas dizem que "dados relatados à DGAL não incluem todo o endividamento relativo às percerias [da Câmara] com os privados."
Clique na imagem para ampliar

in "Relatório sobre informação semestral da Câmara Municipal de Lagos, 30/Jun/2011 (pág. 21)"

I
As contas da Câmara Municipal de Lagos relativas ao primeiro semestre de 2011 referem que só "a dívida da empresa FUTURLAGOS relativa às duas parcerias público-privadas (novo edifício da CML/'Paços do Concelho séc. XXI' e parques de estacionamento cobertos) está avaliada em cerca de 45 milhões de euros e não se encontra reflectida nos números do endividamento municipal", lê-se no documento.

Aliás, uma das conclusões do documento refere mesmo que "o Município encontra-se em situação de desequilíbrio conjuntural, sendo que os dados relatados à DGAL [Direcção-Geral das Autarquias Locais] não incluem todo o endividamento relativo às parcerias com os privados."

Como se dúvidas ainda houvesse, tais factos desmentem a 'versão oficial' sobre as contas municipais e as reiteradas alegações do senhor presidente da Câmara Municipal e do PS/Lagos sobre a pretensa saúde financeira do Município quando comparada com a generalidade dos municípios portugueses.

Recorde-se que, numa recente entrevista ao jornal 'Barlavento', de 20 de Outubro de 2011, o presidente da Câmara Municipal de Lagos 'reconhecia' que a autarquia tem "uma dívida total de 25 milhões de euros, metade da qual é de tesouraria do dia-a-dia" (sublinhado meu). Na mesma entrevista Júlio Barroso afirmava que o "Estado financeiro de Lagos é melhor do que a maioria dos Municípios".

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial