Insuspeito

Ambiente e Urbanismo. E-mail: nunomarques2009@gmail.com. Também no FACEBOOK, em www.facebook.com\nunomarques2009.

11 outubro 2010

É responsável deixar abrir ao público uma escola com tantos defeitos?

Houvesse um pódio para eleger os melhores domínios de actuação política municipal e todas as forças políticas de Lagos convergiriam numa apreciação positiva ao trabalho do Executivo de maioria PS na Câmara de Lagos feito na área da Educação.
Quer isto dizer, sem temores nem receios, que, genericamente falando, o saldo da obra municipal na área da Educação é francamente positivo.
Nos últimos anos, houve muito dinheiro municipal aplicado na requalificação do parque escolar, aliás, dando continuidade ao trabalho iniciado ainda no tempo de José Valentim Rosado à frente dos destinos do Município (a nova escola das Naus ou o projecto da nova escola da Ameijeira ou de requalificação da escola do bairro Operário, por exemplo, ainda têm origem nesse ciclo político).
Feita a devida ressalva, para poupar a interpretações mal intencionadas por parte de alguns dos nossos bem conhecidos opinadores locais –os habituais e os de circunstância-, sou obrigado a chamar a atenção para o facto de terem sido abertas à população escolar do segundo e terceiro ciclos as portas de uma escola onde, quatro dias antes, foram detectadas 123 desconformidades da obra com o projecto aprovado!
Com efeito, não obstante terem autorizado o seu uso público (ainda que não se perceba muito bem porquê...), os técnicos da fiscalização de obra da denominada Escola Tecnopólis, em vistoria realizada no dia 9 de Setembro, apontaram 123 anormalidades/defeitos à execução do projecto daquele equipamento, o qual, apenas cinco dias mais tarde (14 de Setembro), começaria a receber diariamente uma população escolar de cerca de 750 alunos, 60 professores e 25 funcionários.
A pergunta que deixo no ar é a seguinte: É responsável abrir uma escola nestas condições?
"Com certeza que sim", dirão alguns. Pois eu cá, se fosse o responsável por isso, diria claramente que não.
NOTA: Para ver a listagem completa dos defeitos da obra, designadamente, aos níveis de instalações mecânicas e eléctricas, sistema de segurança e detecção de incêndios, sinalização de emergência, sistema de gestão centralizada, etc, clicar aqui.
I
Foto: CML.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial